RESULTADOS PRELIMINARES DE UM ESTUDO SOBRE TRADUÇÃO AUDIOVISUAL INFANTO-JUVENIL: O CASO DA DOBRAGEM EM PORTUGAL

Autores

  • Graça Bigotte Chorão

DOI:

https://doi.org/10.34630/polissema.v0i12.3071

Palavras-chave:

dobragem, público infanto-juvenil, televisão, Portugal, recepção

Resumo

Nos últimos anos, o volume de produções audiovisuais aumentou exponencialmente graças ao desenvolvimento das novas tecnologias e à omnipresença dos mass media à escala global. No que concerne o público infantojuvenil, o consumo massivo de produtos audiovisuais contribuiu para a construção de um novo tipo de espectador mais familiarizado com a imagem/palavra em movimento, seja no ecrã da televisão ou do computador. Com este artigo, pretendo partilhar os resultados preliminares de um estudo exploratório sobre o impacto da dobragem em Portugal no público infantojuvenil enquanto consumidores/receptores deste tipo de tradução interlinguística. Considerando que a oferta televisiva é condicionante do tipo de consumo de produtos audiovisuais traduzidos é crucial compreender de que modo esta conjuntura poderá vir a criar públicos mais receptivos à dobragem num futuro próximo.

Downloads

Publicado

2019-05:-03

Como Citar

Chorão, G. B. (2019). RESULTADOS PRELIMINARES DE UM ESTUDO SOBRE TRADUÇÃO AUDIOVISUAL INFANTO-JUVENIL: O CASO DA DOBRAGEM EM PORTUGAL. POLISSEMA – Revista De Letras Do ISCAP, (12), 115–127. https://doi.org/10.34630/polissema.v0i12.3071

Edição

Secção

Artigos