A olaria e o figurado como arte tradicional: do regional ao nacional

Autores

  • Cátia Daniela Longras Cardoso Universidade de Vigo, Espanha; inED - Centro de Investigação e Inovação em Educação

DOI:

https://doi.org/10.34630/sensose.v9i2.4265

Palavras-chave:

Olaria, Barcelos, Identidade, Artes tradicionais

Resumo

Em Portugal são vários os centros produtores de louça decorativa e utilitária, dedicados ao trabalho do barro, traduzindo a nossa identidade cultural e patrimonial através da materialidade dos objetos e perpetuando a imaterialidade dos rituais de transformação, produção e venda. Observamos o caso de Barcelos, cidade que configura um exemplo claro desta atividade. O objetivo deste artigo será rever os paradigmas do passado desta Arte e focar metas de futuro.

Num segundo momento o artigo incidirá sobre a importância da Olaria em Contexto Nacional – expondo uma proposta de Tese de Doutoramento “Olaria: Identidade Portuguesa”, em que o principal objetivo é entender esta produção e como constitui uma marca de Identidade Cultural e Patrimonial.

Neste momento é fundamental encontrar lugar para as práticas artesanais e tradicionais, para a sua divulgação e dinamização, valorizando a memória e o resultado da Arte Portuguesa.

Downloads

Publicado

2022-07:-17

Como Citar

Longras Cardoso, C. D. (2022). A olaria e o figurado como arte tradicional: do regional ao nacional. Sensos-E, 9(2), 95–106. https://doi.org/10.34630/sensose.v9i2.4265