Resgatando o sentido emancipatório da Educação Social na resposta à crise pandémica: Um olhar a partir da formação e dos estágios de Licenciatura

Autores

  • Deolinda Araújo Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto
  • Hugo Monteiro Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto; IF/FLUP - Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
  • Isabel Timóteo Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto; inED - Centro de Investigação e Inovação em Educação
  • Rui Pedro Pinto Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto; Instituto de Sociologia da Universidade do Porto
  • Ruth Sampaio Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto; inED - Centro de Investigação e Inovação em Educação
  • Sofia Veiga Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto; inED - Centro de Investigação e Inovação em Educação

DOI:

https://doi.org/10.34630/sensose.v8i1.3808

Palavras-chave:

Educação Social, Estágio, Crise pandémica, Formação

Resumo

O artigo visa refletir sobre a repercussão da crise pandémica da Covid-19 nos processos formativos da licenciatura em Educação Social da ESE/IPP, designadamente no Estágio desenvolvido no último ano do ciclo de estudos. A suspensão dos estágios presenciais, a partir do confinamento geral de março de 2020, não significou a suspensão da experiência formativa dos/as estudantes, mas sim uma reorientação formativa que se traduziu num aprofundamento dos princípios do saber e da ação da Educação Social. A partir duma reorientação formativa que ampliou a perspetivação da realidade e a recriação plural e desformatada de modos de ação e vinculação aos contextos, foi visível a reelaboração do sentido atribuído pelos/as estudantes à sua formação e à missão social do Educador Social. A metodologia de Investigação-Ação Participativa revelou-se fundamental para a afirmação nos/nas estudantes de disposições menos centradas nas suas necessidades e mais focadas nos grupos vulneráveis e no comprometimento com a mudança.

Downloads

Publicado

2021-05:-16

Como Citar

Araújo, D. ., Monteiro, H. ., Timóteo, I., Pinto, R. P. ., Sampaio, R., & Veiga, S. (2021). Resgatando o sentido emancipatório da Educação Social na resposta à crise pandémica: Um olhar a partir da formação e dos estágios de Licenciatura. Sensos-E, 8(1), 22–31. https://doi.org/10.34630/sensose.v8i1.3808