Renovação metodológica no ensino primário: o olhar de um estudante estagiário

Autores

  • Vânia Graça Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto
  • Paula Quadros-Flores Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto
  • Altina Ramos Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.34630/sensos-e.v6i2.3495

Palavras-chave:

formação inicial docente, Tecnologias da Informação da Comunicação, narrativa reflexiva, 1.º Ciclo do Ensino Básico

Resumo

Desenvolver o perfil docente e discente no século XXI pressupõe um novo olhar sobre os modos de ensinar e de aprender. Esta investigação tem como objetivo verificar como é que a integração de recursos digitais e também em suporte físico, em sala de aula, promove oportunidades: (1) que preparam o futuro professor para o imprevisto, a complexidade e a capacidade de inovar; (2) que preparam as crianças com conhecimentos, atitudes, capacidades e valores que lhes permitam enfrentar já o presente e também o futuro. Optou-se por um caso de estudo com uma abordagem de natureza qualitativa. Os dados foram recolhidos através de narrativa reflexiva realizada pela estudante estagiária e das entrevistas realizadas às crianças e à professora cooperante. Recorreu-se a análise de conteúdo como estratégia de análise de dados. Da análise da narrativa reflexiva da estudante estagiária verifica-se que existiram três momentos importantes durante o processo da sua formação: o desenho dos planos de ação, a intervenção e reflexão pós-ação. As categorias de análise que emergem em cada um dos momentos configuram um referencial sobre a consciência de si (limites, potencialidades), a compreensão dos factos (oportunidades e desafios) e o sentido criativo e crítico face as situações concretas do dia a dia da prática pedagógica. A análise das entrevistas revela que a metodologia e os recursos utilizados pela estudante estagiária respondem ao atual perfil do aluno à saída da escolaridade obrigatória, O Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade, homologado pelo Despacho n.o 6478/2017, 26 de julho de 2017. Conclui-se, assim, que, por um lado, o trabalho efetuado pela estudante estagiária contribuiu para o seu desenvolvimento profissional e pessoal e, por outro, estimulou nas crianças muitas das competências constantes no documento acima referido.

Full Article

Downloads

Publicado

2019-09:-19

Como Citar

Graça, V., Quadros-Flores, P., & Ramos, A. (2019). Renovação metodológica no ensino primário: o olhar de um estudante estagiário. Sensos-E, 6(2), 124–133. https://doi.org/10.34630/sensos-e.v6i2.3495

Edição

Secção

Artigos