Business Analytics na Gestão de Recursos Humanos

qual o papel e que impacto?

Autores

  • Pedro Novo Melo Professor Adjunto
  • Carolina Machado

DOI:

https://doi.org/10.26537/iirh.vi9.2888

Palavras-chave:

GRH, Business Analytics, People Analytics, HR Analytics, Biga Data

Resumo

O Business Analytics(BA) emergiu como uma importante área de estudo para profissionais e investigadores, refletindo a magnitude e o impacto dos problemas relacionados com os dados relevantes para as organizações. O termo Analyticsé uma disciplina que foi desenvolvida na relação entre a engenharia, ciências da computação, estratégias de tomada de decisão e métodos quantitativos para organizar, analisar e criar um sentido a um conjunto alargado de dados que foram gerados em vários contextos (Mortensen et al., 2015).

O BA tem um âmbito de intervenção muito alargado, estando diretamente relacionado com a área das finanças, contabilidade, marketing e mais recentemente na gestão de recursos humanos (GRH).  O mundo dos RH está convulso com o aparecimento de conceitos como Big Datae o potencial de transformação que terá para a GRH (Angrave et al., 2016). Mais, segundo Angrave et al. (2016), vende-se a ideia que o Human Resource Analytics (HRA)é o futuro da GRH como função estratégica da gestão.

Esta investigação procura, inicialmente, analisar a possível relação entre BA e a Gestão de Recursos, incidindo nos conceitos mais recentes como People Analyticsou Human Resource Analyticse identificando os principais desafios e oportunidades. Posteriormente é realizado um estudo bibliométrico de publicações críticas sobre BA e a Gestão de Recursos Humanos na última década, no contexto académico e empresarial, com objetivo de destacar os principais contributos para as políticas e práticas de GRH.

##submission.downloads##

Publicado

2019-08:-08

Como Citar

Melo, P. N., & Machado, C. (2019). Business Analytics na Gestão de Recursos Humanos: qual o papel e que impacto?. Conferência - Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (9). https://doi.org/10.26537/iirh.vi9.2888