A importância do treino cultural para o ajustamento dos expatriados

Autores

  • Helena Cristina Roque Escola Superior de CIências Empresarias, Instituto Politecnico de Setúbal
  • Madalena Ramos Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), CIES-IUL

DOI:

https://doi.org/10.26537/iirh.vi9.2767

Palavras-chave:

Expatriação, Treino cultural, Cultura nacional, Ajustamento

Resumo

Uma das conseqüências da globalização foi a internacionalização das organizações que, frequentemente, dada a falta de recursos humanos locais, recorrem a nacionais de países terceiros. Neste contexto, em que a expatriação se tornou fundamental para a competitividade das organizações, um fraco desempenho dos expatriados compromete o sucesso e a capacidade competitiva dessas organizações. Como demonstram diversos autores ((Dowling, Festing, Engle, 2017; Waxin e Panaccio, 2005), o treino cultural ao promover o ajustamento desses expatriados a uma nova cultura potencia o seu desempenho e, consequentemente, das organizações em que se inserem.

##submission.downloads##

Publicado

2019-08:-09

Como Citar

Roque, H. C., & Ramos, M. (2019). A importância do treino cultural para o ajustamento dos expatriados. Conferência - Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (9). https://doi.org/10.26537/iirh.vi9.2767