Emissão de Voz Cantada na Língua Portuguesa

Authors

  • José de Oliveira Lopes Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo

DOI:

https://doi.org/10.26537/rmpe.v0i6.2433

Abstract

Durante uma carreira de mais de 30 anos, constituiu sempre uma preocupação o poder não ser perceptível o texto cantado. A cantores com mérito vocal e larga experiência notam-se pontos fracos na inteligibilidade dos textos ou na forma artificial, da articulação. Muitos docentes, têm a mesma dificuldade no ensino. Esse problema surge em todas as línguas, mas interessa-nos o português. Não existindo estudos do português cantado, elaborou-se um trabalho, com o qual se contribui para um melhor conhecimento da fonética e sua adaptação ao Canto.
Efectuaram-se testes perceptivos, verificando-se que alunos em fase mais avançada e noções mais precisas da articulação para o Canto conseguiram percentagem superior de inteligibilidade. Estas adaptações incidiram na maior abertura de vogais, consoantes mais percutidas ou sub-articuladas conforme o caso, distribuição rítmica das componentes dos ditongos, etc. Pode concluir-se que a sistematização de ensinamentos de como abordar, na voz cantada, a emissão de fonemas, ditongos, vogais e consoantes utilizada nas aulas, menos corrente que a fonética tradicional, permitiu uma maior percepção dos textos.

Published

2004-01:-12

How to Cite

Lopes, J. de O. (2004). Emissão de Voz Cantada na Língua Portuguesa. Journal Music, Psychology and Education, (6), 81–87. https://doi.org/10.26537/rmpe.v0i6.2433