Editorial

  • Miguel Santos Politécnico do Porto - Escola Superior de Educação

Abstract

Este é o segundo número do quarto volume da revista Sensos-e. O primeiro número deste volume, dedicado às comunicações apresentadas no Porto ICRE’17, marcou a mudança para uma nova plataforma de alojamento, a Open Journal System (OJS). Neste processo, também a política editorial sofreu ligeiras alterações. Assim, ao contrário do que estava definido anteriormente para a Sensos-e, a revista está aberta a submissões que não incluem recursos multimédia, cor, hipertexto ou a possibilidade de interação dinâmica. No entanto, é nosso objetivo continuar a promover as publicações com aqueles recursos, aproveitando o potencial da plataforma OJS.

A forma de organização dos volumes e dos números também foi alterada, com a redução da frequência dos números temáticos. Assim, pretendemos publicar números com temáticas diversificadas, representando as áreas de interesse do inED, nomeadamente a formação de professores e educadores, a educação especial e inclusão, os desafios sociais e a educação, e a cultura, artes e educação. Convidamos, assim, potenciais interessados em publicar, a submeter as suas propostas a qualquer momento, pois a revista estará permanentemente aberta a submissões.

Publicamos seis artigos neste segundo número de 2017. O primeiro, “Educação sexual e género”, apresentado por António Manuel Marques, aborda a questão da educação sexual e a importância e viabilidade de integrar uma perspetiva de género na educação sexual em meio escolar.

No artigo “A época da pós-verdade e os desafios éticos na intervenção social”, Clara Cruz Santos caracteriza a sociedade da “Pós-verdade” e analisa o potencial transformativo dos burocratas de rua, a liquidez da intervenção social e a necessidade de uma reavaliação ética das práticas de intervenção social.

Carla Serrão submeteu o artigo “Mediação familiar e famílias divorciadas: transformação narrativa”, onde sumariza os modelos existentes de mediação e situa a intervenção sociofamiliar, enquadrando-a nos modelos de mediação relacional.

Sofia Veiga e Jana Ferreira apresentaram o artigo “A pessoa do profissional de relação de ajuda... em contextos de saúde mental”. Neste trabalho, evidenciam as assunções da relação de ajuda e o papel desempenhado pelo profissional nesta relação, baseando a sua reflexão num caso real desenvolvido num contexto de saúde mental.

Os últimos dois artigos abordam experiências realizadas em sala de aula em duas áreas diferentes. Marta Fortunato apresenta “Gamificar nas aulas de inglês do 1º CEB – a recompensa é a aprendizagem”, e Bruna Flávia da Silva Cunha e Carlos Manuel Ribeiro da Silva apresentam “Breves reflexões sobre ‘Brincar com a narrativa’ – a escrita expressiva e lúdica no desenvolvimento da competência compositiva e no estímulo da imaginação e da criatividade: contributos do projeto curricular integrado”.

Published
2018-04:-04
Section
Artigos