Motivação para o trabalho colaborativo na aula de Inglês no 1.º Ciclo do Ensino Básico

  • Maria Orega Universidade do Algarve - Escola Superior de Educação e Comunicação
  • António Lopes Universidade do Algarve - Escola Superior de Educação e Comunicação

Abstract

O decreto-lei n.º 176/2014 de 12 de dezembro veio introduzir o ensino de Inglês no 1.º ciclo a partir do 3.º ano e instituiu um novo grupo de recrutamento de docentes explicitamente para o efeito. O diploma nada refere quanto aos modos de integração e de articulação da disciplina com outras áreas curriculares, nem ao eventual trabalho colaborativo que os docentes de Inglês possam desenvolver com os professores titulares de turma. O presente estudo, levado a cabo junto de alunos de cursos de formação de professores do 1.º ciclo do ensino básico e de Educação Primária nas Universidades do Algarve e de Sevilha, teve como principal objetivo determinar até que ponto os futuros professores se encontram disponíveis para  colaborar com o professor de Inglês, no sentido de garantir uma maior integração das diferentes áreas curriculares que constituem este ciclo de ensino. O estudo revela que os alunos portugueses valorizam pouco a língua estrangeira no currículo do 1.º ciclo, hesitam quanto à possibilidade de ensino integrado de língua estrangeira e áreas curriculares, e são pouco propensos ao trabalho colaborativo com o professor de Inglês. A participarem, preferem prestar apoio ao nível da gestão de comportamentos e das skills ligadas à compreensão.

Published
2018-04:-03