Foreword

Abstract

Os estudos sobre o processo de ensino-aprendizagem de línguas no 1º Ciclo do Ensino Básico têm sido particularmente relevantes no contexto educacional português. Na verdade, o ensino de línguas tem sido estimulado por diferentes políticas da União Europeia e, nos últimos anos, temos testemunhado um grande avanço no conhecimento e nas práticas relacionadas com este campo e nível de ensino. Este desenvolvimento ocorreu, em grande parte, devido à introdução do ensino de Inglês como Língua Estrangeira no 1º Ciclo do Ensino Básico, através da publicação do Despacho n.º 14753/05, de 5 de julho, que aprovou a generalização do programa de ensino de inglês neste nível educativo. Mais recentemente, com a publicação do Decreto Lei n.º 176/2014, de 12 de dezembro, a língua inglesa tornou-se parte do currículo do 1º Ciclo do Ensino Básico com estatuto obrigatório, a partir do 3º ano de escolaridade.

Devido a estas mudanças, nos últimos anos em Portugal, verificou-se um crescimento generalizado na oferta de ensino do inglês. É importante salientar que uma atividade desta escala tenha investigação que a sustente. O Politécnico do Porto e o inED orgulham-se de contribuir a este nível.

Mais de dez instituições de ensino superior (IES) portuguesas estão ativamente envolvidas no ensino de inglês no contexto do 1º Ciclo do Ensino Básico, na formação de professores e na investigação, e todos os anos, centenas de professores e milhares de estudantes beneficiam da experiência destas IES. Em 22 de setembro de 2017, professores e investigadores do ensino de Inglês no 1º Ciclo do Ensino Básico do contexto português reuniram-se para partilhar, discutir, refletir e desenvolver as suas ideias em torno dos seguintes tópicos: avaliação, colaboração e estratégias de cooperação, pedagogia de gamificação abordagens interculturais e plurilingues, pedagogias multissensoriais, storytelling e, ainda, necessidades educativas especiais.

Os artigos de investigação presentes nesta coleção são o resultado do trabalho promovido por professores, professores-estagiários e / ou formadores de professores, e envolvem a discussão de investigação baseada em sala de aula e suas práticas reflexivas. Por um lado, esta investigação provém da necessidade de sistematizar ideias no que concerne este campo de especialização. Por outro lado, é o resultado da necessidade de dar voz aos que estiveram envolvidos na promoção da aprendizagem e ensino de inglês no 1º Ciclo do Ensino Básico.

Esta coleção e a investigação que a sustenta fazem parte de um portfólio de atividades, através das quais o Politécnico do Porto e o inED contribuíram para a investigação em educação e desenvolvimento profissional.

Ao longo das últimas décadas temos oferecido diferentes cursos e graus, que foram considerados modelos de bom desenvolvimento profissional e de prática de sala de aula. As publicações incluídas neste volume estão disponíveis on-line, e visam contribuir para uma visão de conjunto mais ampla de investigação docente presente na nossa base de dados da revista Sensos-e.

Gostaríamos de agradecer aos colegas e mentores do passado e do presente que contribuíram para a investigação neste campo de especialização, sobretudo ao (não esquecido) Américo Dias e à Isabel Brites.

Os trabalhos presentes neste número especial foram avaliados por um painel de investigadores especialistas na área de Didática de Inglês, Linguística e/ou Ciências Sociais. Gostaríamos de agradecer a todos os que desempenharam este papel de suma importância, nomeadamente: Ana Raquel Simões, Universidade de Aveiro; Ana Isabel Andrade, Universidade de Aveiro; Celda Choupina, Politécnico do Porto; Manuel Bernardo Canha, Politécnico do Porto; Flávia Vieira, Universidade do Minho; Gabriela Trevisan, Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti; José António Costa, Politécnico do Porto; Maria Alfredo Moreira, Universidade do Minho; Mário Cruz, Politécnico do Porto; Miguel Cuevas Alonso, Universidade de Vigo; Miguel Santos Rego, Universidade De Santiago de Compostela; Miguel Prata, Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti; Rui Bessa, Politécnico do Porto; Teresa Gonçalves, Politécnico de Viana do Castelo; Sofia Araújo, Universidade do Porto; Sandie Mourão, Universidade Nova de Lisboa; Susana Martins, Politécnico do Porto.

Acima de tudo, agradecemos aos nossos amigos e colegas de todo o país que participaram no Encontro PEEP e que também contribuíram com artigos para este número especial da Sensos-e.

Author Biography

Mário Cruz, P.PORTO-ESE/ INED

Mário Rui Domingues Ferreira da Cruz é Professor Adjunto Convidado na Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto, onde leciona Espanhol como Língua Estrangeira, Literaturas e Culturas Hispanoamericanas, Recursos Didáticos no Ensino de Línguas Estrangeiras e supervisiona a prática pedagógica de futuros professores. É também investigador/membro integrado no CIDTFF da Universidade de Aveiro. Sendo profissionalizado nos grupos de recrutamento 120 - Inglês, 220 - Português e Inglês, 330 - Inglês, 340 - Alemão, 350 - Espanhol e 910 - Educação Especial, exerceu como professor em escolas públicas do ensino básico e secundário, desde o ano escolar de 2001-2002 até ao ano escolar de 2013-2014. Também colaborou na Escola Superior de Educação ide Paula Frassinetti (de 2003 a 2012), como Professor Adjunto (equiparado), lecionando Língua Inglesa, Didática da Língua Inglesa, Tecnologias da Informação e Comunicação em Educação, Tecnologias da Informação e Comunicação em Contextos de Educação Inclusiva, Tecnologias Educativas no Ensino de Inglês, Questões Aprofundadas de Intervenção Diferenciada, entre outras. É doutor em Didáctica e Formação pela Universidade de Aveiro e mestre em Didática de Línguas (Universidade de Aveiro), Ensino de Inglês e Espanhol no Ensino Básico (Politécnico do Porto - Escola Superior de Educação) e Ensino de Inglês e Espanhol no 3º CEB e Ensino Secundário (Universidade de Aveiro). A sua tese de doutoramento e dissertações de mestrado têm como principal enfoques: a hiperpedagogia crítica, a abordagem intercultural e plurilingue, o uso das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem e as variedades linguísticas e culturais. Neste momento é coordenador do projeto de investigação CLIL 4 U - implementação, monitorização e avaliação de projetos de ensino bilingue no INED - Centro de Investigação e Inovação em Educação. Publicou 24 artigos em revistas especializadas, 11 trabalhos em atas de eventos e possui 3 capítulos de livros publicados, para além de ter apresentado 33 comunicações em congressos nacionais e internacionais. Nas suas atividades profissionais interagiu com 33 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Até ao momento, orientou 22 dissertações de mestrado e 17 monografias de cursos de Licenciatura ou Pós-graduação nas áreas de Ciências da Educação e Línguas e Literaturas. Também tem exercido funções como membro de júris de provas de doutoramento (2), mestrado (43) e monografias de final de curso de Pós-graduação (24). Neste momento, encontra-se a fazer o seu segundo doutoramento em Estudos Linguísticos na Facultad de Filología y Traducción da Universidade de Vigo, onde pertence ao grupo de investigação em Linguística Hispânica

Published
2018-04:-03