Condições de trabalho, comprometimento organizacional e saúde mental

um estudo no setor da bricolage

  • Adriana Pité Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
  • Manuel S. Araújo Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto

Abstract

Os temas da saúde ocupacional sempre foram uma parte significativa das preocupações dos profissionais de Recursos Humanos nas organizações. Uma das questões que se nos assola o espírito relaciona-se com a relação entre as condições de trabalho, o comprometimento organizacional, a satisfação com a vida familiar e social, assim como a saúde mental, estudando um sector específico com trabalhadores do setor da Bricolage. É nossa intenção compreender se as Condições de Trabalho são preditoras de Comprometimento Organizacional e se estes dois construtos explicam a Satisfação Social e a Saúde Mental destes trabalhadores. Participaram neste estudo, num universo de 564 colaboradores de organizações de venda de material de Bricolage da região Norte de Portugal, 190 trabalhadores (33,7%), sendo que 42,6% (n = 81) são do sexo Feminino e 57,4% (n = 109) do sexo Masculino. A metodologia do estudo seguiu uma abordagem quantitativa, com carácter descritivo e exploratório, com utilização de inquérito por questionário. A recolha de dados foi feita num único momento através de uma série de instrumentos: 1) Cuestionario de Condiciones de Trabajo (qCT); 2) World Health Organization Quality of Life – Bref (WHOQOL-Bref); 3) Three-Component Model of Organizational Commitment; 4) General Health Questionnaire (GHQ-12); 5) Maslach Burnout Inventory – General Survey (MBI-GS); e 6) Ficha DemográficoProfissional. Os resultados obtidos neste estudo apontam, que as Condições de Trabalho são preditoras quer, do Comprometimento Organizacional (principalmente o comprometimento afetivo) quer, da Satisfação com as Relações Sociais . O Comprometimento Organizacional é, preditor significativo de melhor Saúde Mental (menos depressão e ansiedade), e igualmente de menor índices de Burnout (maior eficácia profissional, menos cinismo e menos exaustão).

Published
2017-12:-01
How to Cite
Pité, A., & Araújo, M. S. (2017). Condições de trabalho, comprometimento organizacional e saúde mental. Review of Business and Legal Sciences / Revista De Ciências Empresariais E Jurídicas, (29), 195-237. https://doi.org/10.26537/rebules.v0i29.2594