Automação Industrial

Uma Perspetiva de Terreno!

  • Jorge Manuel Teixeira Tavares Instituto Superior de Engenharia do Porto

Abstract

De que é que falamos quando nos referimos a AUTOMAÇÃO? - Estamos no âmbito da engenharia eletrotécnica, da mecânica, da eletrónica, da programação, das comunicações, da instrumentação, da pneumática, ....?
Na realidade referimo-nos a um pouco disto tudo - a automação será possivelmente a área de engenharia mais pluridisciplinar e integradora de tecnologia.
Quererá isto dizer que se trata de uma atividade de Engenharia complexa e densa?
- Sim e não! - Vejamos; é vasta e densa porque o seu exercício obriga ao conhecimento de um alargado e diversificado leque de tecnologias mas, a sua base teórica, ou se quisermos os seus “algoritmos”, são bastante simples; baseiam-se em lógica e em sequências temporais.
Que competências serão então necessárias para se exercer Automação?
- Um conhecimento transversal de engenharia, com particular foco na Engenharia Eletrotécnica e uma boa experiência de terreno.

Author Biography

Jorge Manuel Teixeira Tavares, Instituto Superior de Engenharia do Porto

Jorge Tavares é Eng.º Eletrotécnico pela FEUP, tem o Mestrado em Informática Industrial pela Université de Technologie de Compiegne (França) e o título de Especialista em Engª Eletrotécnica pelo ISEP/IPP. É Professor Adjunto no DEE do ISEP desde 1991, onde tem lecionado na área científica da Teoria dos Sistemas e da Automação e Controlo. Tem uma grande experiencia profissional no desenvolvimento e implementação de projetos de Automação e de Informática Industrial.

Published
2013-06:-21