Sistemas Eólicos de Energia Mais Leves que o Ar

  • André Filipe Pereira Ponte Instituto Superior de Engenharia do Porto
  • José Carlos P. Cerqueira Instituto Superior de Engenharia do Porto
  • Mário André S. Fonseca Instituto Superior de Engenharia do Porto

Abstract

Os produtores associados às energias eólicas tem nos últimos anos procurado novas formas de produção de energia elétrica mais eficientes e menos dispendiosas que as tecnologias atuais. As soluções atuais apresentam ainda elevados custos de instalação e manutenção para além de terem associadas a si o traço intermitente e irregular do seu recurso natural – o vento. Entre muitas alternativas em estudo, as tecnologias (LTA - Lighter than Air) tem merecido particular interesse devido aos anos de experiência e saber acumulado na área e muito em parte devido ás potencialidades económicas que estas deixam em aberto. A prova chega-nos por mão da Altaeros Energies, start-up fundada no MIT que já tem em fase de testes o seu primeiro protótipo BAT - Buoyant Airborne Turbine (Turbina aerogeradora flutuante).
Este artigo ambiciona apresentar esta tecnologia e os seus princípios de funcionamento destas tecnologias, utilizando como exemplo o protótipo da Altaeros que será alvo de um estudo ao nível das suas características aerodinâmicas, bem como ao nível da sua viabilidade económica.

Author Biographies

André Filipe Pereira Ponte, Instituto Superior de Engenharia do Porto

Frequenta o Mestrado em Engenharia Eletrotécnica – Sistemas Elétricos de Energia (MEESEE) no Instituto Superior de Engenharia do Porto – Instituto Politécnico do Porto (ISEP/IPP), tendo completado o grau de licenciatura em Engenharia de Sistemas (LES) no ISEP em 2013/1014. As suas áreas de interesse estão vocacionadas para sistemas inteligente aplicados a redes elétricas de energia (Smart Grids).

José Carlos P. Cerqueira, Instituto Superior de Engenharia do Porto

Frequenta o Mestrado em Engenharia Eletrotécnica – Sistemas Elétricos de Energia (MEESEE) no Instituto Superior de Engenharia do Porto no Instituto Superior de Engenharia do Porto – Instituto Politécnico do Porto (ISEP/IPP), tendo completado o grau de licenciatura em Engenharia Eletrotécnica na Universidade de Trás‐os‐Montes e Alto Douro (UTAD) em 2013/2014. As suas áreas de interesse estão vocacionadas para as energias renováveis sistemas inteligentes aplicados à gestão de equipamentos de redes elétricas de energia.

Mário André S. Fonseca, Instituto Superior de Engenharia do Porto

Frequenta o Mestrado em Engenharia Eletrotécnica – Sistemas Elétricos de Energia (MEESEE) no Instituto Superior de Engenharia do Porto no Instituto Superior de Engenharia do Porto – Instituto Politécnico do Porto (ISEP/IPP), tendo completado o grau de licenciatura em Engenharia Eletrotécnica na Universidade de Trás‐os‐Montes e Alto Douro (UTAD) em 2013/2014. As suas áreas de interesse estão vocacionadas para as energias renováveis e sistemas inteligentes aplicados à gestão de equipamentos de redes elétricas de energia.

Published
2015-06:-12