“We go for Gold” through Team Line Up

  • Maria Inês Adidas

Resumo

Para atingirmos a Excelência Operacional que nos é pedida, é imprescindível uma cultura forte, sustentável ao nível da performance e de processos integrados que promovam todo o potencial das pessoas ao serviço não só da organização mas também em direção à sua própria satisfação e felicidade individual.
E como não queremos deixar a responsabilidade da criação dessa cultura ao acaso, procuramos desenvolver iniciativas com o envolvimento dos colaboradores de modo a criar uma cultura forte, de excelência, onde o colaborador está no centro de todas as decisões. Só desta forma nos é possível atingir os objetivos operacionais de qualidade, consistência e eficiência que nos definem. Neste sentido, o objectivo deste documento é apresentar um dos processos que contribui positivamente para o desenvolvimento dos colaboradores e consequente sucesso da organização.
Nesta dinâmica, ao longo do processo “Team Line Up”, totalmente participativo que cruza os conceitos da Performance e do Potencial, o papel dos RH é essencial na perspetiva da criação das condições favoráveis para o sucesso e o desenvolvimento dos colaboradores, transparência e granjear o capital confiança necessário. Este processo, catalisador da nossa cultura, transporta para a realidade organizacional os conceitos e ideais do desporto, sempre numa lógica simplista, prática, envolvente, criadora de valor, responsável e com uma linguagem acessível à compreensão de todos.
Considerando que este processo é apenas eficaz na medida em que é percebido de forma transparente e positiva pela organização, tanto pelos seus líderes como pelos colaboradores, e na medida em que contribui para uma finalidade comum que é o sucesso dos Colaboradores e da Empresa, a importância do mesmo reside na forma detalhada como o desenvolvemos com uma aposta no total envolvimento dos líderes, na comunicação empática, no feedback e follow-up regular e positivo, e na integração com outros processos, vistos como fatores críticos de sucesso.
Aqui exige-se que o profissional de recursos humanos seja o garante da congruência dos processos e dos seus resultados para a validação pelos colaboradores, uma vez que esta congruência gera transparência e confiança nos processos, contribuindo positivamente para o seu impacto e longevidade.
Uma vez que não se trata apenas de resultados objectivos, a definição de como desenvolvemos o nosso trabalho - soft skills – é também um dos factores primordiais que valorizamos enquanto organização. Consideramos 3 competências essenciais: Colaboração; Confiança e Criatividade (comuns a todas as funções do grupo), sobre as quais tem sido necessário reforçar o detalhe (para a compreensão objetiva) para cada uma das dimensões, alinhando esse entendimento com e através das equipas, mais uma vez criando a transparência necessária a este tipo de processos.
É com processos com o Team Line Up que a organização garante a descoberta e o alinhamento entre o potencial dos colaboradores e as necessidade da empresa, sendo que, actualmente,
toda a nossa equipa de gestão e coordenação é formada apenas por colaboradores que cresceram na organização.
A comunicação, transparência e impacto dos processos de desenvolvimento são as bases mais relevantes para a sustentabilidade e crescimento da nossa empresa sendo em grande medida suportada por uma cultura organizacional forte e consolidada. O papel dos RH é exactamente perceber e maximizar o impacto destes processos na organização numa perspectiva de promoção do sucesso dos colaboradores e da organização.

Publicado
2018-11:-26
Como Citar
Inês, M. (2018). “We go for Gold” through Team Line Up. Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (7). Obtido de http://parc.ipp.pt/index.php/iirh/article/view/2668