Aspirações de carreira e a empregabilidade: um estudo exploratório de estudantes universitários europeus

  • Teresa Cristina Aguiar Lima Faculdade de Economia - Universidade de Coimbra
  • Teresa Carla Trigo Oliveira Faculdade de Economia - Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Aspirações de carreira, empregabilidade, identidade profissional, atividades extracurriculares

Resumo

Objetivos do trabalho: O desenvolvimento da capacidade de empregabilidade tem vindo a ser argumentado (Haasler, 2013) como da responsabilidade do indivíduo, mesmo no contexto em que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) enfatiza o papel do governo (Tholen, 2014) como promotor do desenvolvimento das capacidades necessárias para o mercado de trabalho. Notadamente, atribui-se a identidade profissional como um autoconceito individual, sendo assim, estritamente relacionado a sentimentos de autossatisfação (Vasile, 2015). Sendo que, as decisões relacionadas às aspirações de carreira podem sofrer influências de uma variedade de fatores pessoais, inclusive familiares, e de fatores concernentes às experiências de trabalho a tempo parcial, que acabam por aprimorar tais aspirações (Gbadamosi, Evans, Richardson, & Ridolfo, 2015). Este estudo procura melhor compreender e explicar a percepção de estudantes finalistas sobre as experiências vivenciadas em atividades extracurriculares durante a formação acadêmica (Rabe & Human-Vogel, 2015) e o seu impacto no desenvolvimento de competências de forma a ajudá-los a ingressar no mercado de trabalho.
Pertinência do tema: Tendo em conta que umas das principais fontes de ansiedade dos estudantes é sobre o futuro de sua profissão (Richiţeanu-Năstase & Stăiculescu, 2015) é fundamental identificar dimensões relevantes que afetam o desenvolvimento da identidade profissional dos estudantes, aprimorando a efetividade das práticas institucionais das universidades que promovam a empregabilidade.
Identificação da problemática e metodologia: Garantir que a problemática da carreira seja tratada como um fenômeno central para a análise das questões de empregabilidade em que o desenvolvimentos dos argumentos tenha em conta os diferentes níveis de abordagem (i.e., individual, organizacional e social) implica a adopção de um estudo de natureza multi e interdisciplinar (Iellatchitch, Mayrhofer, & Meyer, 2003) e compreensivo. Assim, fazendo uso do método de análise da grounded theory (Bryman, 2004) com apoio do MAXQDA, 10 entrevistas semiestruturadas a estudantes finalistas de uma prestigiada universidade europeia escolhidos aleatoriamente, foram analisadas tendo por base um sistema de códigos elaborado de acordo com a revisão de literatura sobre aspirações de carreira, identidade profissional e empregabilidade.
Resultados: Os resultados indicam que a participação em atividades extracurriculares, reforça os conteúdos apresentados em sala de aula, contribuindo para o desenvolvimento da confiança e segurança ao estudante que está a ingressar no mercado de trabalho.
Contributos teóricos e/ou práticos: Estudo exploratório sobre como devem ser geridas instituição de ensino superior para o desenvolvimento das aspirações de carreira dos estudantes finalistas, traduzindo-se em ações institucionais, que venham a integrar estratégias e políticas de gestão para a sustentabilidade da empregabilidade.

Biografia Autor

Teresa Cristina Aguiar Lima, Faculdade de Economia - Universidade de Coimbra

Doutoramento em Gestão de Empresas - Faculdade de Economia - Universidade de Coimbra

Publicado
2018-11:-22
Como Citar
Lima, T. C. A., & Oliveira, T. C. T. (2018). Aspirações de carreira e a empregabilidade: um estudo exploratório de estudantes universitários europeus. Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (7). Obtido de http://parc.ipp.pt/index.php/iirh/article/view/2659