REPUTAÇÃO ORGANIZACIONAL, SATISFAÇÃO E DESEMPENHO: UM ESTUDO NO SECTOR DA SAÚDE

  • Ana Cristina Carvalhal Oliveira
  • Francisco Cesário
Keywords: Reputação Organizacional;, Satisfação Laboral;, Desempenho;

Abstract

Na última década tem sido evidente a crescente preocupação das organizações portuguesas em cuidar da sua notoriedade no mercado e de promover externamente a sua reputação enquanto fator distintivo e promotor da competitividade. Este estudo pretendeu verificar se existia um efeito positivo entre a Reputação Organizacional e a Satisfação Laboral dos seus colaboradores (hipótese 1) e se o mesmo efeito seria benéfico para a melhoria do Desempenho Individual (hipótese 2). Participaram neste estudo 114 sujeitos, colaboradores em diversos hospitais sediados no território português do setor público e do setor privado, que responderam a um questionário composto por três escalas (Reputação Organizacional, Satisfação Laboral e Desempenho).
Os resultados das análises estatísticas efetuadas revelaram que no sector privado todas as dimensões da reputação organizacional estão significativamente correlacionadas com a satisfação laboral, com exceção da inovação, liderança e desempenho financeiro. Relativamente ao desempenho todas as dimensões estão correlacionadas com exceção do desempenho financeiro.
No entanto quando analisamos estas relações no sector público verifica-se que todas as dimensões da reputação organizacional estão significativamente correlacionadas apenas com a satisfação e nenhuma se correlaciona com o desempenho.
Em síntese, as conclusões deste estudo permitem constatar que os trabalhadores do setor de saúde privado, em comparação com os do setor público, são os que mais valorizam a Reputação da instituição onde trabalham e se esta for elevada isso irá influenciar positivamente a sua satisfação laboral e desempenho.

Published
2016-01:-26