O Papel da Formação Profissional na Reinserção de Desempregados no Mercado de Trabalho: um estudo exploratório

  • Margarida Isabel Silva

Resumo

A conjuntura económica atual produziu um elevado nível de desemprego transversal a todas as faixas etárias e a todas as atividades profissionais. Neste contexto, marcado pela incerteza, emerge no indivíduo a necessidade de se ajustar a uma nova realidade. O fenómeno que estudamos, e que está na base desta comunicação, centra-se na temática da reinserção profissional dos desempregados no mercado de trabalho a qual é entendida como um processo que implica prepará-los para novos desafios no quadro dum mercado de trabalho cada vez mais exigente e volátil.
Neste sentido, a nossa investigação teve como objectivo analisar o contributo da formação profissional na reinserção profissional dos desempregados. Para a prossecução deste objectivo realizamos um estudo de natureza qualitativa e exploratória em que recorremos à entrevista semidirectiva realizada a uma amostra de conveniência constituída por dez desempregados que frequentaram acções de formação profissional no âmbito do programa Vida Activa, gerido pelo IEFP.
Os resultados obtidos permitem-nos concluir que os desempregados, apesar de valorizarem a formação profissional, tendem a atribuir um reduzido contributo à formação para a sua reinserção profissional considerando que a falta de empregos disponíveis e as práticas de gestão de recursos humanos das empresas se constituem nos principais obstáculos à sua reinserção.

Publicado
2016-01:-26
Como Citar
Silva, M. (2016). O Papel da Formação Profissional na Reinserção de Desempregados no Mercado de Trabalho: um estudo exploratório. Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (6). https://doi.org/10.26537/iirh.v0i6.2373