O Papel da Felicidade na Relação entre a Liderança Autêntica e Criatividade

  • Ana Suzete Dias Semedo
  • Arnaldo Fernandes Matos Coelho
  • Neuza Manuel Pereira Ribeiro

Resumo

Atualmente, a liderança assume um papel importante no seio organizacional, uma vez que o estilo de supervisão adotado pelos líderes pode influenciar, direta ou indiretamente, os comportamentos e atitudes dos colaboradores. Nesta perspetiva, este estudo empírico investiga como a liderança autêntica explica a felicidade e a criatividade dos colaboradores. O papel mediador da felicidade também será analisado. Participaram no estudo 543 colaboradores pertencentes a várias organizações em Cabo Verde. Foi utlizado os Modelos de Equações Estruturais para testar as hipóteses propostas.
 Os resultados mostram que as perceções de liderança autêntica predizem a criatividade tanto diretamente como através do papel mediador da felicidade dos colaboradores.
Este estudo sugere que as perceções de liderança autêntica podem melhorar a felicidade dos colaboradores que, por sua vez, estimula a sua criatividade. Estes resultados podem ajudar os gestores a perceberem como aumentar a criatividade dos colaboradores através da autenticidade da sua liderança.
A originalidade deste estudo centra-se na integração destes três conceitos num único estudo, fornecendo evidências sobre a relação entre a liderança autêntica e criatividade através da mediação da felicidade. Por outro lado, responde ao desafio proposto por alguns autores (por ex: Gardner, et al., 2011) da necessidade de mais investigação sobre a liderança autêntica e seu impacto nos colaboradores.

Publicado
2016-01:-28
Como Citar
Semedo, A., Coelho, A., & Ribeiro, N. (2016). O Papel da Felicidade na Relação entre a Liderança Autêntica e Criatividade. Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (6). https://doi.org/10.26537/iirh.v0i6.2372