O DUPLO COMPROMISSO ORGANIZACIONAL EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

  • Ana Joana Santos
  • Francisco Cesário

Resumo

Nas últimas décadas, a perceção sobre a importância da formação base académica como fator determinante para a melhoria da empregabilidade tem sido refletida no número crescente de candidaturas ao ensino superior e pela análise das taxas de emprego por níveis habilitacionais. Contudo, a par da crescente percentagem de candidaturas, a taxa de abandono no ensino superior em Portugal situa-se em níveis alarmantes. Mas que fatores, fora do âmbito económico relacionado com o rendimento das famílias versus custos das propinas, poderão contribuir para a explicação deste fenómeno de abandono voluntário da formação académica, ou seja por o que podemos designar de turnover académico?
Em contexto organizacional, o turnover voluntário tem sido objeto de estudo quanto aos fatores que o possam explicar. Um dos antecedentes identificados refere-se à ligação afetiva que o trabalhador desenvolve com a organização, o seu compromisso organizacional. Quando este é baixo provoca um maior desejo de abandonar a organização pelo contrário quando ele é elevado reforça o desejo de fidelização à organização.
Em contexto de trabalho têm sido analisados normalmente dois tipos de ligação, o compromisso com a organização (organizational commitment) onde o trabalhador desenvolve a sua atividade e o compromisso com o seu trabalho, ou seja com as funções que executa (work engagement).
Neste estudo pretendemos aplicar o conceito de compromisso organizacional num contexto em que o mesmo não tem merecido muita atenção por parte da academia. Partindo do pressuposto que o estudante universitário pode desenvolver dois tipos de envolvimento (envolvimento ou compromisso com a Universidade e envolvimento ou compromisso com o curso), iremos testar se este duplo compromisso do estudante com a Universidade e com o Curso tem um impacto significativo nas suas intenções de abandonar o ensino universitário. Com este objetivo, colocaram-se as seguintes hipóteses de investigação: (1) O Compromisso com a Universidade tem um impacto negativo nas Intenções de Saída dos estudantes; (2) – O Compromisso com o Curso tem um impacto negativo nas Intenções de Saída dos estudantes. Colocou-se ainda a seguinte questão exploratória: Qual o tipo de compromisso que terá maior impacto nas Intenções de Saída dos estudantes: O compromisso com a Universidade ou o Compromisso com o Curso?
Participaram neste estudo 238 estudantes de diversas universidades portuguesas a quem foi solicitado para responderem a um questionário composto por 2 escalas de medição do compromisso com a Universidade e do compromisso com o Curso, baseadas na adaptação do modelo de Allen & Meyer (1997) e também pela escala de Turnover Intentions (Bozeman & Perrewé, 2001), Os resultados revelaram um impacto negativo e significativo dos dois tipos de compromisso sobre as intenções de abandonar a universidade e ainda que o compromisso com a universidade revela maior peso como variável preditora do turnover académico.
Concluiu-se que o conceito de duplo compromisso organizacional aplicado ao contexto universitário revelou ser um importante contributo para uma melhor compreensão deste fenómeno e espera-se que os resultados possam ajudar na reflexão que as instituições do ensino superior em Portugal devem aprofundar por forma a promoverem atividades que reforcem a ligação afetiva dos seus estudantes com a instituição.

Publicado
2016-01:-28
Como Citar
Santos, A., & Cesário, F. (2016). O DUPLO COMPROMISSO ORGANIZACIONAL EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS. Investigação E Intervenção Em Recursos Humanos, (6). https://doi.org/10.26537/iirh.v0i6.2368