Ideology as a dominant paratextual element in translation

  • Maria Helena Guimarães Ustimenko CEOS-PP – Research Centre on Organizational and Social Studies of the Polytechnic Institute of Porto
Palavras-chave: Ideologia, Weltanschauung, paratexto, epitexto, peritexto, descodificação, tradução, paratradução

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar e apontar a influência das ideologias, entendidas aqui como Weltanschauungen, nas práticas de todos os grupos sociais. Deste modo, as ideologias estão presentes no texto escrito, designadamente na tradução e na paratradução. Esta é a principal razão por que acreditamos que as ideologias podem ser consideradas elementos paratextuais, uma vez que são várias as suas funções quer direcionando a leitura, quer determinando as intenções do texto, i.e., como deve o texto ser lido e entendido. É, em nossa opinião, inegável que a ideologia está presente em todos os tipos de texto a nível paratextual, quer sejam os textos escritos, verbais ou icónicos. O ideologemas subjacentes ao texto são responsáveis pela coesão e coerência social e cultural do discurso e ajudam a compreender a ideologia do próprio discurso, bem com a ideologia do tradutor, a qual está na base, intencionalmente, ou não, das suas escolhas tradutivas.

Publicado
2017-11:-01
Como Citar
Ustimenko, M. H. G. (2017). Ideology as a dominant paratextual element in translation. POLISSEMA: Revista De Letras Do ISCAP, (17), 105-119. Obtido de http://parc.ipp.pt/index.php/Polissema/article/view/2736
Secção
Artigos