A construção das personagens em the zoo story: uma abordagem sistêmico-funcional

  • Fernanda Frio Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Linguística Sistêmico-funcional, Metafunção Interpessoal, Metafunção Experiencial, The Zoo Story, Edward Albee

Resumo

Este trabalho busca mostrar como se dá a interação das personagens Peter e Jerry na peça The Zoo Story, de Edward Albee, tomando como aporte teórico a linguística sistêmico-funcional. Foram analisadas e quantificadas as trocas de informação e de bens e serviços e do recurso à modalidade nas falas das personagens, bem como dos tipos de processo associados a cada uma nas rubricas do texto, de modo a observar como se deu a construção dessas personagens e a dinâmica de sua interação ao longo da peça. A contabilização das funções atribuídas ao Finito mostrou que as personagens deram primazia a localizar aquilo que expressavam no tempo e no espaço; no entanto, os casos de modalidade e de modalização e modulação elucidaram um forte contraste na personalidade de ambas, reflexo de suas diferentes condições socioeconômicas. Finalmente, as manifestações das personagens no plano físico, através da quantificação dos tipos de processos associados a elas, serviram para mostrar as atitudes de cada uma com relação a sua contraparte, atitudes essas nem sempre manifestadas verbalmente, daí a utilidade de observar os processos que guiam as rubricas do texto. Este trabalho busca elucidar algumas propriedades das metafunções experiencial e interpessoal da LSF e mostrar como ela pode ser aplicada à análise do texto literário, revelando aspectos não somente formais do texto, mas também a maneira como as personagens são construídas em relação umas às outras.

Publicado
2017-11:-01
Como Citar
Frio, F. (2017). A construção das personagens em the zoo story: uma abordagem sistêmico-funcional. POLISSEMA: Revista De Letras Do ISCAP, (17), 51-72. Obtido de http://parc.ipp.pt/index.php/Polissema/article/view/2733
Secção
Artigos